Por que as igrejas não planejam?

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Esta é uma entrevista com Josué Campanhã, especialista em Planejamento Estratégico Esclesiástico, para www.institutojetro.com

Deus planejou. Os dois primeiros capítulos de Gênesis demonstram isso. A seqüência de ações ali detalhada evidencia de forma muito clara o plano perfeito do Criador.

Os pastores e líderes não planejam. Alguns afirmam que não têm tempo para isso. Outros afirmam que o excesso de organização e planejamento engessa a igreja. Há ainda os que pensam que não é muito espiritual ...isto é coisa para empresa que visa lucro.

Como o irmão definiria planejamento estratégico no contexto das igrejas?

Josué - A necessidade da igreja ter uma visão de futuro e planos alinhados a esta visão para fazer diferença no seu contexto e na sua geração. Diria que um dos grandes problemas das igrejas é que continuam fazendo o que sempre fizeram e ainda assim esperam atingir resultados diferentes. Daí entram em declínio ou crise e em seguida num estágio de manutenção que gera a mesmice. Planejar estrategicamente é criar caminhos novos para comunicar a mesma mensagem contextualizada para este tempo.

Grande parte dos pastores sabe que planejamento e organização possuem base bíblica. Por que então tantas dificuldades nesta área?

Josué - Porque 75% dos pastores não têm esta área como ponto forte do seu ministério. Já fizemos várias pesquisas na Sepal que comprovam isto. Esta dificuldade é inata e não envolve apenas o planejamento na igreja, mas em suas próprias vidas e famílias. Normalmente eles não têm planos pessoais de longo prazo e muito menos planos para suas famílias. Assim, não ter planos na igreja é meramente uma conseqüência, apesar disto estar na Bíblia.

O PE e todos os seus desdobramentos organizacionais seriam vistos como algo pouco espiritual pela liderança cristã?

Josué - Em alguns casos sim. Primeiro isto normalmente não é ensinado no seminário. Segundo, as demandas espirituais da igreja são tão grandes que mexer com planejamento estratégico parece não ser algo espiritual. No entanto, ninguém lembra que na criação do mundo Deus tinha um plano, e fez tudo em ordem prioritária durante seis dias. Quando Deus mandou Josué derrubar as muralhas de Jericó havia um plano. Quando Deus chamou Gideão para a batalha havia um plano bem detalhado. Quando vamos falar do evangelho apresentamos o plano de salvação. Para a segunda vinda de Jesus há um plano. Então, por que não seria espiritual ter um plano na igreja?

Que motivos pessoais ou organizacionais impedem as igrejas de iniciarem um planejamento estratégico?

Josué - Como já mencionei a falta de planejamento na vida pessoal e familiar. Os planos de uma igreja não serão melhores do que os planos da vida e da família dos seus líderes. Agora, se eles não têm planos é isto que vai acontecer na igreja. Já ajudei pastores a elaborarem planos estratégicos para suas igrejas que nunca aconteceram. Depois descobri que o problema estava em suas vidas e famílias. Por causa disto, comecei a trabalhar na base da vida dos líderes. Escrevi o livro Planejamento Estratégico para igrejas e depois descobri que precisava escrever um livro para ajudar os líderes a planejarem. Daí surgiu o livro Família S/A, que ajuda as famílias a terem seus planos de futuro.

Quais seriam as implicações práticas do não planejamento?

Josué - Não planejar significa planejar o fracasso. Não existe meio termo nesta área. Muita gente imagina que não planejando as coisas vão continuar como sempre foram. No entanto, a verdade é que sem planos uma igreja está planejando seu fracasso. A palavra pode ser muito forte, mas se olharmos para a Europa e algumas regiões dos EUA dá para comprovar isto com centenas de igrejas que foram fechadas e seus templos vendidos.

O que se busca com a implantação de um PE na igreja?

Josué - Cumprir o propósito de Deus para esta geração. Um planejamento garante que uma igreja está indo para o lugar certo, da forma correta, com as estratégias corretas e alvos mensurais. É a visão de Deus para uma igreja de forma sistematizada e alinhada.

Que orientações você daria para um pastor que deseja iniciar um PE e não tem experiência prévia sobre o assunto?

Josué - Ler um pouco sobre o assunto para ter pelo menos as diretrizes gerais do que significa elaborar um planejamento estratégico. Depois disto, buscar ajuda. Certamente existe alguém na própria igreja que já trabalha com isto numa empresa ou organização e poderá ajudar o pastor e a igreja como um assessor. Outra alternativa é buscar ajuda externa. Organizações como a Sepal e Instituto Jetro têm disponibilizado consultoria e material nesta área. Da mesma forma que o pastor que não sabe ser ministro de adoração convida uma pessoa para esta área na igreja, se não é seu forte elaborar planos, busque ajuda.

1 comentários:

Jovana disse...

ESTAMOS PLANEJANDO INICIAR UM MINISTERIO E FIQUEI MUITO INTERESSADA EM SABER ONDE POSSO ENCONTRAR ESTE MATERIAL ESPECIFICO PARA IGREJAS...CONCORDO PLENAMENTE COM SEU PONTO DE VISTA EM REALAÇO A NECESSIDADE DE PLANEJAMENTO.